ACESSO AO SITE

É necessário entrar no site da cooperativa, clicar no botão PORTAL DO COOPERADO, e preencher o seu CPF.

  • Caso este seja seu primeiro acesso, verifique se os dados cadastrais estão atualizados no sistema do RH (telefones e e-mail pessoal)
  • Clicar na opção “Solicitar Nova Senha” e uma senha temporária será enviada para o seu e-mail pessoal.
  • Caso seu e-mail não esteja atualizado no cadastro da cooperativa, registre ocorrência na aba atendimento.
  • Se já acessou em algum momento, coloque a opção solicitar senha e preencha com o e-mail informado, uma senha temporária chegará no e-mail cadastrado
  • Caso seu e-mail não esteja atualizado no cadastro da cooperativa, registre ocorrência na aba atendimento https://cooperata.coop.br/sac/

DOCUMENTOS PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

No site da Cooperata, clicar no botão “Portal do Cooperado”, acessar sua conta.

  • Saldos e Extratos
  • Outros
  • Novo Informe de rendimentos para declaração de IR
  • Selecionar o período, confirmar

No site da Cooperata, clicar no botão “Portal do Cooperado”, acessar sua conta.

Conforme publicação da receita federal do Brasil, que alterou a forma de tributação sobre o pagamento de juros ao capital. Os lançamentos referente a saldos e rendimentos das Cooperativas, passam a ser OBRIGATÓRIOS na DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA (IR).

Solução de consulta nº 349 – Cosit

PASSO A PASSO

  • RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA JURÍDICA
    • Lançar o valor de rendimento bruto de juros ao capital
  • BENS E DIREITOS
    • Lançar saldo de juros ao capital do exercício anterior – código 99 Outros bens e direitos
    • EX: Declaração de imposto de renda referente ao exercício de 2019, considerar saldo de juros ao capital do exercício de 2018 pagos em 2019.
  • BENS DE DIREITOS
    • Lançar saldo de capital – código 32 Quotas ou quinhões de capital
  • DÍVIDAS E ÔNUS REAIS
    • Lançar saldo devedor de empréstimo – código 12 sociedade de crédito, financiamento e investimento

ASSOCIADOS

Constituídas com base na Lei 5.764/71 e lei complementar 130/2010, autorizadas e fiscalizadas pelo Banco Central do Brasil, as cooperativas são sociedades criadas entre pessoas com interesses e objetivos comuns, que podem prestar serviços de natureza econômica, financeira, social e educativa.

Quando isso acontece, também ocorre automaticamente o desligamento da Cooperata. Neste momento é efetuado o encontro de contas (credor/devedor) e a diferença é lançada em rescisão.

Importante: Em caso de saldo devedor é necessário verificar se houve a quitação total do contrato em rescisão, restando saldo residual, entre em contato com a Cooperata no prazo de até 10 dias através dos e-mails para regularização do débito.

Alertamos que no caso do não pagamento do débito, a cooperativa adotará as medidas administrativas e judiciais necessárias para execução da dívida.

Além da rentabilidade acima da média de mercado, da segurança de investir com quem você conhece e confia, e de receber de volta sua participação nos resultados, você também está investindo no crescimento sustentável de todos a sua volta.
Além disso, tem à disposição todos os produtos, benefícios e parcerias da cooperativa.
Se mesmo assim permanece com a decisão do desligamento, preencha o formulário para andamento do processo.

EMPRÉSTIMOS

Após 3 (três) meses de associado à cooperativa, e integralização de no mínimo 3 (três) cotas de capital.
OBS: Para financiamento de veículo a carência é de 24 (vinte e quatro) meses, e integralização de no mínimo 24 (vinte e quatro) cotas de capital.

Não necessariamente. O cooperado solicita o empréstimo, junto à cooperativa ou no RH da filial. A cooperativa analisa esta solicitação, utilizando como parâmetro a disponibilidade de pagamento do cooperado, o nível de comprometimento e o volume de solicitação em relação aos recursos de capital que a cooperativa dispõe.

Em caso de refinanciamento é recomendável pagamento de pelo menos 50% do saldo devedor.

Sim. Como em toda sociedade organizada e responsável, na cooperativa também existem normas e regras a serem seguidas, portanto todas as solicitações de empréstimos são submetidas a uma criteriosa análise de crédito.

Sim. Permitido a quitação total do contrato ou adiantamento das últimas parcelas através de depósito.O cálculo do juros será proporcional até a data do depósito na conta da cooperativa.
A conta fica disponível no período de 01 à 20 de cada mês.
Solicite o valor para amortização no RH da filial ou nos canais de atendimento da cooperativa.

Não ocorre o desconto da parcela e juros na folha. O cooperado deve efetuar o pagamento através de deposito na conta da cooperativa, no período de 01 à 20 de cada mês.
Basta entrar em contato com o RH da filial ou nos canais de atendimento da cooperativa e solicitar o cálculo da parcela referente ao período de férias ou afastamento, evitando assim atrasos e inadimplência no contrato.
As informações da cooperativa são enviadas para a base do Banco Central do Brasil através do SCR. Por esta razão, o não pagamento da parcela dentro do mês das férias caracteriza atraso no contrato e pode gerar negativas de crédito no mercado financeiro.
Evite restrições de crédito mantendo seu contrato de empréstimo em dia!!!

Para solicitação de empréstimo pessoal, tem a carência de 30 dias contados da data do depósito.

É necessário ir até o RH da filial para fazer a alteração no sistema.

O cálculo é baseado em salário base, saldo de capital e tempo de adesão.

Para conferir os limites de crédito de cada modalidade de empréstimo, consulte a política de crédito vigente.

Recomendável aguardar a quitação de pelo menos 50% do contrato atual. Para valores acima do saldo de capital, será necessário apresentar avalista.

FINANCIAMENTO DE VEÍCULOS

Após cumprir carência e integralizar as cotas de capitais no período mínimo de dois anos, o cooperado já tem disponibilidade para financiamento de veículo. A cooperata Financia até 80% do valor da tabela FIPE para veículo com até 10 anos de uso. Consulte a Política

Até 80% do valor sobre a FIPE em até 48 parcelas

A política para financiamento de veículo não está atrelada a parcerias com concessionárias.
O cooperado fica livre para efetuar a negociação com a concessionária ou ” particular” que lhe ofereça a melhor oportunidade de negócio.
Temos parcerias com seguradoras, se for de interesse do associado, os contatos estão disponíveis no site da cooperata, em benefícios, clicar em “seguros”.

O depósito é efetuado apenas na conta do cooperado. Não é permitido depósito em conta de terceiros.

Sim. De acordo com cláusula 1.5 do contrato de financiamento de veículo, o associado obriga-se a contratar seguro de veículo, e enviar cópia da apólice no prazo de até 30 dias contados a partir da liberação do crédito.

Sim. Após quitação do saldo devedor em folha de pagamento a baixa da alienação é efetuada em até 45 dias úteis.

Havendo a quitação antecipada através de depósito bancário, a baixa da alienação pode ser solicitada no prazo de até 2 dias úteis. Neste caso, basta enviar e-mail para cooperata@cooperata.coop.br com o número da matricula e cópia do documento do veículo.

BENEFÍCIOS

O kit escolar é disponibilizado para cooperados, cônjuge e filhos com idade entre 3 e 18 anos que estejam devidamente matriculados e estudando.
OBS: Carência de 3 (três) meses como associado.

Apresentar nota ou cupom fiscal juntamente com receituário médico na cooperativa ou RH da filial.
Prazo para solicitação do reembolso é de até 45 dias contados da data de emissão do comprovante de pagamento.
Obrigatório constar: CNPJ na nota, descrição dos produtos, descrição do grau no receituário médico juntamente com carimbo e assinatura do oftalmo.
Consultar percentuais e tetos para reembolso na política vigente.

Apresentar nota ou cupom fiscal juntamente com a descrição do tratamento na cooperativa ou RH da filial.
Prazo para solicitação do reembolso é de até 45 dias contados da data de emissão do comprovante de pagamento.
Obrigatório constar: CRO na nota, descrição do tratamento, juntamente com carimbo e assinatura do dentista
Consultar percentuais e tetos para reembolso na política vigente.

Apresentar nota fiscal ou recibo juntamente com lista escolar na cooperativa ou RH da filial.

Prazo para solicitação do reembolso é de até 45 dias contados da data de emissão do comprovante de pagamento.

Obrigatório constar: CNPJ na nota ou recibo, descrição dos itens na lista escolar e/ou comprovante de pagamento, no caso de recibos carimbo e assinatura do responsável pela instituição de ensino.

Consultar percentuais e tetos para reembolso na política vigente.

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE CRÉDITOS DO BANCO CENTRAL DO BRASIL

O sistema de informações de créditos do Banco Central do Brasil (SCR) é um banco de dados sobre operações e títulos com características de crédito e respectivas garantias, contratados por pessoas físicas e jurídicas perante instituições financeiras no país.

Para que os clientes do Sistema Financeiro Nacional possam acompanhar as informações a respeito de suas operações de crédito perante as instituições financeiras;

Para que as instituições financeiras tenham como avaliar a capacidade de pagamento dos cooperados;
Para que o Banco Central tenha informações precisas e sistemáticas sobre as operações de crédito contratadas pelas instituições financeiras, subsidiando-o na tarefa de proteger os recursos depositados pelos cidadãos nas instituições financeiras.

O acesso ao SCR pode ser feito pelas instituições financeiras participantes do sistema, pelos tomadores de empréstimos e financiamentos e pelas áreas especializadas do Banco Central.

Para as instituições financeiras é necessária a autorização expressa dos cooperados, já existente no contrato de empréstimo.

Baixar Autorização de SCR

Linhas de Crédito